SLOW TRAVEL – O que é? E como fazer?

Desacelerar o ritmo e fazer uma viagem Slow Travel é uma experiência transformadora! Aqui neste texto, a equipe da Befly Travel vai te contar tudo sobre essa forma de pensar e fazer viagens!

Cadastre aqui o seu e-mail
para receber nossas novidades e promoções

Cadastre aqui o seu e-mail
para receber nossas novidades e promoções

Montanha na paisagem de verão. Slow Travel
Montanha na paisagem de verão.

Desacelerar o ritmo e fazer uma viagem Slow Travel é uma experiência transformadora! Aqui neste texto, a equipe da Befly Travel vai te contar tudo sobre essa forma de pensar e fazer viagens!

O conceito de Slow Travel é uma abordagem que preza por viagens sem pressa e tem conquistado adeptos ao redor do mundo. Assemelhando-se a movimentos como slow food e slow fashion, o Slow Travel propõe uma reflexão sobre a necessidade de vivermos constantemente apressados em um mundo cada vez mais acelerado e digital.

Em contraposição à ideia de “ver o máximo possível”, o Slow Travel incentiva a ideia de “viver o máximo possível”. Essa abordagem sugere viagens mais lentas e aprofundadas, promovendo o turismo sustentável e de experiência.

Ao invés de roteiros rígidos no Slow Travel, a proposta é estar aberto a imprevistos, valorizando o contato com a natureza e o turismo rural, além de reduzir a dependência da tecnologia.

A seguir, vamos te contar mais sobre como fazer uma viagem com essa abordagem, apresentando suas vantagens e benefícios!

O que é Slow Travel?

O Slow Travel propõe uma mudança de mentalidade em relação ao turismo convencional. Ao contrário da corrida para visitar o maior número possível de destinos em um curto período, o Slow Travel encoraja os viajantes a desacelerar e dedicar mais tempo a cada local. 

A ideia central é valorizar a qualidade da experiência sobre a quantidade de destinos explorados. Isso implica em permanecer mais tempo em um lugar, vivenciando a cultura local, interagindo com a comunidade e explorando as nuances que muitas vezes passam despercebidas em uma viagem rápida.

Dessa forma, o Slow Travel dá preferência à flexibilidade, incentivando os viajantes a abandonarem roteiros rígidos. Em vez disso, a proposta é estar aberto a experiências não programadas e permitir que os imprevistos orientem a jornada. 

Além disso, promove práticas de turismo sustentável, visando reduzir o impacto ambiental e contribuir para o bem-estar das comunidades locais.

Essa abordagem também enfatiza a conexão com a natureza, sugerindo atividades ao ar livre e o uso de meios de transporte mais sustentáveis. Além do mais, busca uma relação menos intensa com a tecnologia, encorajando os viajantes a desconectarem-se temporariamente para apreciar mais plenamente o ambiente ao seu redor.

Em resumo, o Slow Travel representa uma mudança de paradigma no modo como encaramos as viagens, promovendo uma jornada mais enriquecedora, consciente e conectada com os destinos e consigo mesmo.

Como fazer uma viagem Slow Travel?

Lugares novos, mágicos e fantásticos ao redor do mundo
Lugares novos, mágicos e fantásticos ao redor do mundo

Realizar uma viagem Slow Travel implica em adotar uma abordagem mais consciente e contemplativa em relação ao ato de viajar. 

Antes de começar a planejar, reflita sobre seu ritmo de vida atual e considere se deseja manter essa velocidade durante suas férias ou se está disposto a experimentar algo mais tranquilo e devagar.

Nessa perspectiva, deve-se abandonar a ideia de um roteiro rígido e elaborar um itinerário básico, estando aberto a experiências não programadas que possam surgir durante a viagem. Ou seja, estar disposto a mudar os planos conforme necessário!

Outra dica importante é priorizar meios de locomoção mais sustentáveis e que permitam conhecer melhor o local, como caminhar, andar de bicicleta ou utilizar transporte público. Evite deslocamentos constantes de avião, sempre que possível. 

Durante a viagem, reduza o uso de dispositivos eletrônicos. Evite redes sociais e mensagens constantes para permitir uma maior imersão no ambiente local e uma experiência mais autêntica. 

Escolha atividades que tenham significado e contribuam para sua experiência pessoal, como participação em eventos locais, práticas culturais, trabalhos voluntários ou aulas específicas.

Além disso, procure consumir em estabelecimentos locais e pequenos negócios ao invés de grandes cadeias. Dessa forma você não apenas enriquece a experiência local, mas também contribui para a sustentabilidade econômica das comunidades visitadas.

Um lembrete importante: reserve tempo para o descanso entre as atividades planejadas, evitando a sobrecarga do itinerário e permitindo momentos de tranquilidade e contemplação.

Por fim, em vez de depender exclusivamente de dispositivos eletrônicos, leve um caderno para anotar suas impressões, pensamentos e memórias. Use uma câmera fotográfica para capturar momentos significativos de forma mais autêntica. 

Desse modo, ao incorporar esses princípios em sua abordagem de viagem, você poderá desfrutar de uma experiência Slow Travel, focando na qualidade, significado e conexão com o local visitado.

Vantagens do Slow Travel

Lugares novos, mágicos e fantásticos ao redor do mundo
Topo da colina verde no sol, meditação, ecoturismo, caminhada.

Conforme explicado, o Slow Travel apresenta uma abordagem única e consciente para explorar o mundo, promovendo uma experiência de viagem mais profunda e significativa. 

Suas vantagens abrangem diferentes aspectos, contribuindo para uma jornada mais sustentável, relaxante e enriquecedora. Aqui estão algumas das principais vantagens do Slow Travel:

  • Sustentabilidade ambiental: Minimiza o impacto ambiental, promovendo práticas de viagem mais eco-friendly.
  • Economia financeira: Proporciona potenciais economias ao evitar deslocamentos constantes e visitas rápidas a pontos turísticos.
  • Descoberta pessoal: Oferece a oportunidade de explorar novos hobbies e paixões durante a viagem.
  • Bem-estar: Reduz o estresse e a ansiedade, proporcionando uma experiência mais relaxante.
  • Reflexão profunda: Estimula a reflexão sobre aspectos da vida que muitas vezes são negligenciados na rotina diária.
  • Conexão autêntica: Favorece uma conexão mais autêntica com o destino e consigo mesmo, permitindo uma vivência mais rica.

E então, preparado para viver uma experiência Slow Travel? Caso queira saber mais sobre viagens, lugares e destinos, confira outras dicas no blog da BeFly Travel!